Verdinhas neste tópico  14 

Dúvida básica de educação financeira

  1. #1
    Membro Avatar de Monolith
    Registro
    Nov 2014
    Mensagens
    528
    Verdinhas antigas
    441
    Verdinhas
    441

    Padrão Dúvida básica de educação financeira

    Cartão de crédito ou débito o que é melhor usar em compras do dia-a-dia, café na padaria, uma escova de dente emergencial, coisas simples de alimentação e necessidades básicas.

    Eu sempre achei o débito ideal pra controle de necessidades, pois o dinheiro já sai da sua conta na hora te deixando sempre alerta, controlado e focado na sobrevivência, do outro lado o cartão de crédito proporciona manutenibilidade de tempo para estudar investimentos, mas que tipo de investimento?

    No final parece um seis por meia duzia pra quem é leigo com dinheiro, eu me sinto burro em usar mais o débito.
    Última edição por Monolith : 04-11-2018 às 21:33

  2. # Publicidade
    Publicidade

  3. #2
    Membro
    Registro
    May 2006
    Mensagens
    6.941
    Verdinhas antigas
    7562
    Verdinhas
    7580

    Padrão

    Crédito, sempre.

    O motivo é trivial, você pode ''trabalhar'' com o seu dinheiro nesse intervalo.

    Para compras mais pesadas, sempre tento negociar ã vista, com dinheiro.
  4. Verdinhas dpp

  5. #3
    Membro
    Registro
    Mar 2018
    Mensagens
    175
    Verdinhas antigas
    130
    Verdinhas
    134

    Padrão

    O cartão de crédito é bom quando você acumula pontos, e com alguns benefícios que vem com ele, além disso, é bom para quem tem um bom controle dos gastos, pois você ira comprar algo e só irá pagar em um momento futuro. Pra quem investe em algo com liquidez diária, é bom pois seu $ irá render um pouco mais, principalmente se for parcelado, mas aí precisa ter muuuito controle. Eu só consigo ver esses benefícios. Detalhe: desde que seja SEM anuidade. Com anuidade, só se gastar uma quantia alta por mês e se usar muito os benefícios.

  6. #4
    Membro Avatar de Green
    Registro
    Sep 2003
    Mensagens
    5.299
    Verdinhas antigas
    726
    Verdinhas
    894

    Padrão

    Crédito pra tudo.

    Ganho mais tempo com meu dinheiro rendendo (mesmo mixaria é melhor que nada) além de ainda ficar com o pontos/milhas do cartão, que podem ser convertidos em mais dinheiro ou produtos.

    Hoje é raro loja que dê desconto para quem paga a vista.. a não ser produtos de valor mais expressivo.

    Óbvio que isso só se aplica com quem consegue se controlar.. quem é descontrolado tem que pagar tudo no débito mesmo.

  7. #5
    Membro
    Registro
    Mar 2013
    Mensagens
    276
    Verdinhas antigas
    124
    Verdinhas
    128

    Padrão

    Aproveitando o tópico, como vocês que usam o crédito pra tudo fazem? Tipo recebeu o salário, aplica tudo em RF com liquidez diário e vai usando o crédito?

    O problema é as vezes esquecer do valor que já gastou e utilizar mais dinheiro.

    Pensei em ir usando o crédito e ir transferindo para a poupança esse valor que gastei no crédito, que ai ao chegar a fatura, usaria o dinheiro da poupança. Mas vendo pelo lado de rentabilidade, acho que não seria uma boa.

    Abraços,
    Micael

  8. #6
    Membro Avatar de Monolith
    Autor do tópico
    Registro
    Nov 2014
    Mensagens
    528
    Verdinhas antigas
    441
    Verdinhas
    441

    Padrão

    Eu ganho bem pouco, mesmo assim quero aprender a investir por isso fiz o tópico, na teoria o crédito me daria essa manutenibilidade, mas benefícios mínimos devido a minha renda.

    O primeiro passo que estou estudando é fazer portabilidade pra NuConta para experimentar algum tipo de rendimento pra ver se tomo gosto.

    Melhor opção? Vou investir algo em torno de 300 reais por mês na Nuconta.
    Última edição por Monolith : 04-11-2018 às 23:07

  9. #7
    hardMOB Staff - Moderação Avatar de Spidey
    Registro
    Feb 2002
    Mensagens
    21.526
    Verdinhas antigas
    1984
    Verdinhas
    2025

    Padrão

    Recomendo que use mais o débito, o crédito só depois que você tiver dinheiro sobrando e ficar de boa, não ficar ansioso para gastar na primeira oportunidade, e independente de saber quanto tem na conta ou não vai vir aquela média mensal de sempre, resultante do seu estilo de vida.


    Pode ter um cartão de crédito sim, de preferência sem anuidade. As milhas, se vierem, é bônus, não se iluda que vai viajar de graça. Não existe almoço grátis. Quem tem muitas milhas é porque gasta muito, no final das contas daria pra gastar menos e encaixar as viagens no mesmo orçamento. As milhas são a cenourinhas do cavalo do consumismo. Não caia nessa. Ainda assim é importante ter um cartão, vai ser mais prático e muitas vezes até necessário pra alugar um carro, reservar um hotel, aproveitar uma oportunidade sem precisar ficar andando cheio de dinheiro.
  10. "You have too many hipsters, you won’t scale like that. Hire some fat guys who know C++."

    It’s funny, but it got me thinking. Who are the “fat guys who know C++”, or as someone else put it, “the guys with neckbeards, who keep Google’s servers running”? And why is it that if you encounter one, it’s like pulling on a thread, and they all seem to know each other?

  11. #8
    Membro
    Pil4n7r4
    Registro
    Nov 2014
    Mensagens
    69
    Verdinhas antigas
    15
    Verdinhas
    16

    Padrão

    Eu prefiro usar débito também. Nosso amigo de cima disse tudo. Não existe almoço grátis. Cartão de Crédito só sem anuidade..existem vários no mercado...

    Enviado de meu SM-G610M usando o Tapatalk

  12. #9
    Membro
    Registro
    Sep 2005
    Mensagens
    1.594
    Blogs
    1
    Verdinhas antigas
    505
    Verdinhas
    532

    Padrão

    Prefiro usar débito, mas não existe resposta certa pra essa pergunta, vai de cada um.


    Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

  13. #10
    Membro
    Registro
    Jul 2011
    Mensagens
    377
    Verdinhas antigas
    231
    Verdinhas
    235

    Padrão

    Sempre usei débito, fui tirar cartão esse ano, justamente por cansar de querer guardar dinheiro pra viajar e não conseguir.
    Agora pude parcelar, viajei, e paguei a fatura sempre integral, evitando pagar juros monstro.

  14. #11
    Membro
    Registro
    Oct 2014
    Mensagens
    93
    Verdinhas antigas
    55
    Verdinhas
    59

    Padrão

    Citação Citando Micael Ver mensagem
    Aproveitando o tópico, como vocês que usam o crédito pra tudo fazem? Tipo recebeu o salário, aplica tudo em RF com liquidez diário e vai usando o crédito?
    Eu pago tudo que posso no crédito, preferencialmente à vista. Parcelo apenas compras mais caras esporádicas, que fugiriam muito da minha média de gastos, desde que não incida juros.

    Quando recebo meu salário, separo o montante que invisto mensalmente em produtos específicos, pago as contas fixas de boleto (aluguel, energia, etc) e coloco o restante em liquidez diária. Antes do vencimento da fatura, retiro dinheiro da liquidez diária pra pagar (esse dinheiro que retiro já está lá, ao menos, desde o mês anterior, para não pagar IOF). Deixo sempre uma grana razoavelmente maior que a fatura em liquidez diária, para eventuais imprevistos. Deixo também um pouco na conta corrente para sacar ou pra uma emergência menor. O dinheiro que coloco em liquidez diária esse mês, será usado pra pagar a fatura somente no próximo mês, ou até depois, dependendo do valor.

    Isso funciona PRA MIM porque tenho bastante controle dos meus gastos e meu rendimento não é variável (CLT), raramente minhas contas fogem muito da média. Para fazer desse jeito, aconselho que tenha BASTANTE controle dos seus gastos e tenha uma reserva de emergência, no mínimo, maior que o limite do seu cartão (preferencialmente, siga aquela regra de 6 a 12 meses de gastos).

  15. #12
    Membro
    Registro
    May 2016
    Mensagens
    209
    Verdinhas antigas
    374
    Verdinhas
    376

    Padrão

    Existe a situação ideal e a sua realidade.

    Financeiramente, a situação ideal é sempre que não existir melhores condições por pagar no dinheiro ou no débito, pagar no crédito e aplicar o dinheiro até o vencimento da fatura. Você ganha os rendimentos e ainda leva milhas que fazem muita diferença, dado o seu nível de gasto e sua organização.

    Contudo, para algumas pessoas essa situação é o fim, pela falta de controle financeiro. Se o seu caso for esse, opte por algo que não faça com que perca o controle, mas saiba que existe uma situação na qual seu dinheiro rende mais.
    Última edição por Delareti : 05-11-2018 às 14:40

  16. #13
    Membro
    Registro
    Feb 2017
    Mensagens
    115
    Verdinhas antigas
    151
    Verdinhas
    153

    Padrão

    como disseram.

    Considerando a situação ideal de que você tem controle financeiro e sabe gerir minimamente suas contas, compre tudo no crédito sempre.

  17. #14
    Membro
    Registro
    Mar 2013
    Mensagens
    276
    Verdinhas antigas
    124
    Verdinhas
    128

    Padrão

    Citação Citando Bolores Ver mensagem
    Eu pago tudo que posso no crédito, preferencialmente à vista. Parcelo apenas compras mais caras esporádicas, que fugiriam muito da minha média de gastos, desde que não incida juros.

    Quando recebo meu salário, separo o montante que invisto mensalmente em produtos específicos, pago as contas fixas de boleto (aluguel, energia, etc) e coloco o restante em liquidez diária. Antes do vencimento da fatura, retiro dinheiro da liquidez diária pra pagar (esse dinheiro que retiro já está lá, ao menos, desde o mês anterior, para não pagar IOF). Deixo sempre uma grana razoavelmente maior que a fatura em liquidez diária, para eventuais imprevistos. Deixo também um pouco na conta corrente para sacar ou pra uma emergência menor. O dinheiro que coloco em liquidez diária esse mês, será usado pra pagar a fatura somente no próximo mês, ou até depois, dependendo do valor.

    Isso funciona PRA MIM porque tenho bastante controle dos meus gastos e meu rendimento não é variável (CLT), raramente minhas contas fogem muito da média. Para fazer desse jeito, aconselho que tenha BASTANTE controle dos seus gastos e tenha uma reserva de emergência, no mínimo, maior que o limite do seu cartão (preferencialmente, siga aquela regra de 6 a 12 meses de gastos).
    Estava pensando em começar fazer dessa forma também. Estou finalizando minha reserva de emergência em Liquidez Diária e vou começar investir para Médio e Longo (Além do IPCA 2035)

    Dessa forma que você faz, mesmo que não cobre o IOF (por que usa depois de 1 mês), cobra IR, certo? Só para me confirmar heheh

    Mas como pessoal falou, vai de cada um e da forma que consegue controlar. Eu atualmente uso bastante no débito e evito parcelas, porém vou testar outra forma, vamos ver.

    Abraços,
    Micael

  18. #15
    Membro Avatar de bertim
    Registro
    Jul 2015
    Mensagens
    174
    Verdinhas antigas
    89
    Verdinhas
    96

    Padrão

    Acho que o crédito facilita muito o controle financeiro. Mas nada de compras parceladas, principalmente aquelas compras de 10-12 vezes.

  19. #16
    Membro Avatar de SantoHermano
    Registro
    Jan 2011
    Mensagens
    187
    Verdinhas antigas
    84
    Verdinhas
    87

    Padrão

    Citação Citando Delareti Ver mensagem
    Existe a situação ideal e a sua realidade.

    Financeiramente, a situação ideal é sempre que não existir melhores condições por pagar no dinheiro ou no débito, pagar no crédito e aplicar o dinheiro até o vencimento da fatura. Você ganha os rendimentos e ainda leva milhas que fazem muita diferença, dado o seu nível de gasto e sua organização.

    Contudo, para algumas pessoas essa situação é o fim, pela falta de controle financeiro. Se o seu caso for esse, opte por algo que não faça com que perca o controle, mas saiba que existe uma situação na qual seu dinheiro rende mais.
    Melhor resposta é essa. Eu uso o crédito para tudo, mas eu busquei antes ter essa tranquilidade nas contas.

    Só queria alertar que uso para tudo, mas anoto tudo também (com a ajuda de apps que já leem os gastos direto e fazem as contas pra mim ). Então, é preciso ter controle. O ponto nodal da questão não é cartão com limite alto ou baixo. É saber quanto você pode gastar, independentemente do limite que esse cartão tem.

    E claro... cada cabeça cada um, cada um cada cabeça... se não tem controle financeiro, o débito é melhor.

  20. #17
    Membro Avatar de _CP_
    The Trooper
    Registro
    May 2004
    Mensagens
    4.878
    Verdinhas antigas
    3353
    Verdinhas
    3355

    Padrão

    Crédito, sempre que existir a opção sem acréscimos, e parcelo tudo sem juros se puder.

    A questão não é como você paga, e sim o controle que tem sobre isso.

    Eu marco até um chiclete que comprar no cartão. Assim quando o mês vira não existe susto.

    O que não pode é a pessoa sair comprando e não ter idéia do quanto virá na fatura. Isso é uma bomba relógio. Se fizer isso tá perdido.

    E caso a pessoa não consiga controlar isso através de uma planilha, app, ou mesmo marcação em papel, o melhor é pagar em dinheiro ou débito mesmo, que é menos arriscado.

    Mas tendo controle, aproveite ao máximo a função crédito. Seja para ganhar um prazo e aplicar a quantia da compra, seja para pontuar no cartão etc.
    Última edição por _CP_ : 11-11-2018 às 12:28

  21. #18
    Membro Avatar de MSc ThermalFluid
    Burn!
    Registro
    Jun 2013
    Mensagens
    1.976
    Verdinhas antigas
    2897
    Verdinhas
    2946

    Padrão

    Repetindo o que praticamente todos já disseram: vai de cada um.

    A minha opinião é de que hoje em dia é muito fácil você ver, num clique do celular, o "montante disponível" e o "montante a pagar" do mês, seja usando débito, seja usando crédito. Então se você tem um padrão de vida ligeiramente controlado -- suas contas não são uma montanha russa mês a mês -- e você tem dinheiro para pagá-las sem problemas, não muda nada você usar crédito ou débito sem anotar todas as contas. Neste caso se você tiver um CC que tenha milhagens ou algum programa desse tipo, compensaria por isso, ou também se você resolvesse aplicar.

    No fundo a ideia de anotar todos os gastos é pra você saber se existe e onde está um possível 'ralo de dinheiro', ou quando você estiver em uma situação mais apertada saber onde pode cortar. De novo, se você ganha bem mais do que gasta e tem um padrão de vida regrado, isso não faz muito sentido, mesmo.

    MAS

    O OP já disse no tópico: ele ganha pouco. Se ele ganha pouco, ele gasta pouco. Se ele gasta pouco, a aplicação desse montante (que seria o equivalente à fatura do mês que vem -- pouco) tem uma rentabilidade irrisória no mês e, na minha opinião, não compensa o risco dele se perder nas contas (lembrem-se, com contas apertadas a chance de pisada na bola é bem maior).
    Por isso eu recomendaria que você ficasse no débito se já está acostumado assim, ou ao menos migre gradativamente para o crédito (e, neste caso, só se você tiver um CC que tenha programas de fidelidade como pontos ou milhas).
    Última edição por MSc ThermalFluid : 11-11-2018 às 16:09

  22. #19
    Membro
    Registro
    Oct 2014
    Mensagens
    93
    Verdinhas antigas
    55
    Verdinhas
    59

    Padrão

    Citação Citando Micael Ver mensagem
    Dessa forma que você faz, mesmo que não cobre o IOF (por que usa depois de 1 mês), cobra IR, certo? Só para me confirmar heheh
    Nos produtos de liquidez diária que conheço (utilizo CDB pra esse fim) tem IR sim. Segue aquela tabela regressiva, onde o IR diminui a cada 6 meses até o mínimo de 15% com 2 anos de aplicação.

    Quando eu vou utilizar essa grana, eu retiro da aplicação que tem a menor incidência de IR. Caso todas estejam na mesma faixa, eu retiro da mais nova, desde que não tenha IOF, para que as mais antigas possam mudar de faixa e me beneficiar mais pra frente.

  23. #20
    Membro Avatar de Genetically Mod. Towel
    worst character ever
    Registro
    Oct 2007
    Mensagens
    6.044
    Verdinhas antigas
    8344
    Verdinhas
    8439

    Padrão

    Eu prefiro usar o débito.

    Salário cai na conta dia 1, eu tiro a parte que vai pros investimentos e o que sobra ali é a grana pra gastar no mês.

    Acho mais fácil fazer isso com débito do que com crédito, mas vai de cada um. Sei que parcelar em 12x algo que não tem desconto é a melhor solução financeira, mas eu funciono melhor sabendo que os investimentos que estão nas corretoras são realmente líquidos e não tem uma parte deles que tá comprometida pra pagar alguma parcela.
    Última edição por Genetically Mod. Towel : Ontem às 16:26
  24. kicking squealing Gucci little piggy

  25. #21
    Membro Avatar de ijsn
    Registro
    Aug 2011
    Mensagens
    455
    Verdinhas antigas
    252
    Verdinhas
    252

    Padrão

    Meu sonho era fazer igual o @Bolores . Desisti, porque não sou disciplinado e o meu inconsciente enxerga o cartão como uma extensão do salário e não como meio de pagamento.

    Cheguei ao ponto de ter que pedir emprestado R$ 500,00 de uma tia, pra poder ter dinheiro pra girar no mês. Porque eu tava recebendo e o salário ia integralmente pro cartão. Aí eu precisei de dinheiro em espécie e não tinha... Lamentável.

    Recentemente, decidi tentar novamente, mas só pro combustível, pra conseguir desconto do Abastece Aí. Já tô na mesma b**** de novo. Se eu precisar de grana pra pagar o combustível à vista no débito ou espécie, não tenho... Tenso.

    Ao OP. Eu também me sinto burro usando o débito, mas faça uma autocrítica honesta. Se você não for absolutamente disciplinado, sinceramente, nem tente.

  26. #22
    Membro
    quarentaedois
    Registro
    Aug 2003
    Mensagens
    1.501
    Verdinhas antigas
    301
    Verdinhas
    307

    Padrão

    Tudo, absolutamente tudo no crédito, outro dia peguei um taxi que só aceitava débito e nem lembrava a senha do menino haha

    Minhas contas são bem bagunçadas pq eu pago muita coisa do trabalho (taxi, comida, hotel) e pego reembolso

    Mas eu sou bem controlado com gastos e tenho salário fixo, então não preciso ver a conta baixando pra saber se posso ou não gastar

    Única disciplina que preciso ter é pedir o reembolso antes da fatura do cartão cair
    Maldita inclusão digital

Compartilhar

Permissões